Depoimentos

Parlando Italiano

Depoimentos de quem viajou com Parlando italiano

Suely Maestri

Já tive o prazer de viajar com o Monardo diversas vezes pela Itália, e, a cada edição do Tour Eno-gastronômico fico mais encantada e surpreendida pela forma com que ele planeja e organiza. O cuidado e atenção me surpreendem sempre, principalmente com relação à segurança e satisfação de todos do grupo, além é claro do roteiro impecável.

Apaixonada por vinho, gastronomia e cultura italiana, os roteiros sempre me convencem a fazer a próxima viagem. Impossível não destacar os passeios a maravilhosas vinícolas, e o mergulho na gastronomia e cultura locais. Fora do circuito turístico tradicional, o tour eno-gastronômico já me levou a conhecer lugares incríveis e que sempre superam minhas expectativas.

Ruth Scerne

Vários os motivos de participar, com Antonello Monardo ,de viagens "Eno-gastronômicas".... vou deter-me em apenas dois, de fundamental importância pra mim:

Nos leva a lugares G E N I A I S, fora de circuitos tipo assim....."mesmice"...

Não é aquela "neura" de dormir cada noite em um lugar diferente, o tal do lance "faz e desfaz" malas, que é DESGASTANTE ....um saco!!!! Maaaasss, nem por isso prejudica os inúmeros lugares que curtimos diariamente....VERDADEIRO ESPETÁCULO!!

Glauco e Luciana

A viagem ao Sul da Itália organizada pelo grande Antonello Monardo foi inesquecível para mim e para minha família. Deu para ver que tudo foi planejado nos mínimos detalhes. Desde os hotéis, passando pelos pontos turísticos e principalmente no ponto alto: as vinícolas e os restaurantes. Na verdade fiquei muito impressionado com a qualidade e com a atitude do Antonello em nos apresentar a culinária típica dos locais. Desde a dieta do mediterrâneo até ao "Panelle" (não tenho certeza da grafia) e o brioche com sorvete. Resumindo: Uma maravilhosa forma de conhecer a Itália, provar ótimos vinho, fazer amizades, tudo isso sob a tutela de um típico "italiano gente muito boa"

Carla Calzavara

Em maio/2013 participei da viagem eno-gastronômica Costiera Sorrentina & Sicília Ocidental organizada por Antonello Monardo. Foram 12 dias de muito prazer onde conhecemos vinícolas, participamos de almoços/jantares maravilhosos, de show de música napolitana, ficamos em excelentes hotéis, e fomos apresentados a cultura e a vida na Itália por quem melhor a conhece: UM ITALIANO.

Da acolhida na chegada em Roma à despedida no aeroporto de Palermo, Antonello esteve presente, nos auxiliando em todos os momentos. Não tem o corre-corre de uma excurção, pois permanecemos vários dias em um mesmo hotel, cumprindo nossa agenda diária e sempre retornando ao ponto de partida.

Tudo que foi oferecido no pacote foi realizado com muita competência!! Super recomendo e sonho em breve participar de novos pacotes ... me aguarde Antonello!!

Rosangela Ribeiro

Viajei sozinha com um grupo que não conhecia e foram as melhores férias dos últimos tempos. Gastronomia e vinhos excelentes, ótima companhia e lugares inesquecíveis! Até a próxima!!!

Beijos

Ana Cristina Nogueira

O que dizer das viagens com a família Antonello... Pense em algo de bom que você já fez na vida, algo que deixou boas lembranças, daquelas que fazem sorrir. Fazer uma viagem Monardo vai aumentar, e muito, o número dessas lembranças felizes. Comida e bebida dos deuses, paisagens dentre as mais belas do mundo e a companhia: indescritivelmente especial. Já fiz duas, ao norte e ao sul da Itália. E quero mais! Beijos a todos os amigos únicos que fiz nessas oportunidades que Deus me deu. Em especial as amigas Alessia e kiki, já que estamos na mesma faixa etária: abaixo de 10 anos! Duvida? Então viaje e rejuvenesça!

Ivanette Silva

Já tendo viajado por várias vezes com Antonello e Gabriela, tenho muito a dizer. Fiz primeiramente o tour pela Calábria e pela Sicília. O interessante é que não sentimos que somos turistas, mas nos sentimos viajantes que querem aprender algo, que buscam conhecer os lugares e o modus vivendi dos italianos e que só um italiano pode nos mostrar: ANTONELLO. Assim, visitamos uma fábrica de Torrone, em Réggio Calabria e tivemos duas aulas de Gastronomia, uma delas para aprendermos fazer o Risotto, com um Chefe italiano. Dançamos e cantamos as Tarantelas, nesta região!!!Após fazermos o translado da Calábria para a Sicília de barco, pudemos vislumbrar as belezas da cor do Oceano, Azul,Azul, naquela área, e pudemos apreciar a alta gastronomia da Sicília. Não deixem de provar o bolinho de Arroz em Catania. Lindo foi apreciar da varanda do hotel a cor do mar azul e as belezas de Taormina, cidade com ruínas gregas. Nesta viagem terminamos em Milão, passeando e vendo a moda, além de comermos o Risoto Milanese!!!A segunda, foi uma surpresa entanto, visitamos as Regiões da Toscana e da Úmbria. A Toscana é lembrada pela beleza dos campos verdes e floridos, pela gastronomia e pelos seus vinhos de Montalcino, o famoso Brunello. Nesta viagem visitamos a cidadezinha de Assis, onde fomos conhecer a Igreja de São Francisco de Assis, tb. fomos a San Geminiano e, sem contar que vistamos o grande açougueiro, Dario Cecchini, na pequena cidade de Panzano, em Chianti, e seu restaurante de 4 andares subterrâneos, onde comemos as carnes de um boi inteiro. É verdade!!!Hummm e fomos a uma fazenda degustar os 8 estágios dos queijos pecorinos, de cabra, da região. Aprendemos como se faz e quais são estes estágios. É aí que faz a diferença das viagens. Vamos a lugares que não são turísticos, mas que têm importância para se conhecer a cultura gastronômica e enólogica. E fomos ainda a lindas cidades como Florença, Arezzo, Siena. Visitamos produtores de Azeite de Oliva. Mama mia, quantas surpresas!!!! A terceira viagem, foi um tour ao Piemonte e à Ligúria. Torino, linda com o seu Museu de Carros e a Pizza com Porcini. Tivemos a grande oportunidade de ir a Alba e visitarmos a Feira Internacional do Tartufo Branco... cantamos com um grupo de músicos na rua....Tivemos contato e almoço na vinícola Rivetto. Terra do Barolo. Para uma sommelier e gourmand que sou, foi sensacional. Além de apreciar os queijos Tome, daquela região do Vale de Aosta. Depois fomos para a Ligúria, visitar nada menos que Gênova, terra dos ricos navegadores. Sendo o nosso grupo recebido pelos funcionários da Prefeitura local e foi em companhia destes que visitamos a Gênova antiga. Ruas estreitas e com santos nas esquinas.Comemos a torta de Arroz, que eram servidas para os funcionários do Porto, os estivadores. Fomos a Recco, onde comemos a melhor e famosa Foccaccia, com o queijo de Recco, no Restaurante Manuelina. Terminamos esta viagem, visitando o Museu de Máquinas de Café Cimbale. Muito interessante. E assim, vão se seguindo as belas viagens....que nos deixam boas recordações e boas amizades. Só temos a ganhar!!!

Lara Steil

Foi uma viagem incrível, mágica e emocionante!!! Conhecer a culinária italiana com quem entende do assunto, degustar óootimos vinhos e ainda visitar lugares maravilhosamente lindos só podia mesmo ser uma combinação fantástica!!!

Dilma Noce

Participar das viagens com a Parlando Italiano é fantástico além de conhecer as cidades maravilhosas da Itália e inusitadas, Antonello Monardo não é só um guia de viagens maravilhosas ele e sua esposa se tornaram grandes amigos. Quem ainda não foi ,não percam essa oportunidade!!

Belisa Ribeiro

"Excursão? Eu, não!" Viajante costumam, tanto por força da profissão quanto por prazer , eu sempre usei a expressão como um mantra. Preferia até jantar sozinha em bons restaurantes, programa não dos mais agradáveis, do que me arriscar ao famigerado ônibus em grupo. Capitulei de olho no prato e no copo, quando meu amigo Lucas Zanello me apresentou o programa de uma das excursões do Parlando Italiano. Tratava-se de uma viagem eno-gastronômica que me atraiu, principalmente, pelo inusitado do roteiro: conhecer a Calábria e a Sicília fora do circuito turístico tradicional e acompanhada por um guia legitimamente calabrês, Antonello Monardo, com anos de experiência nos hábitos e gostos do Brasil, país que escolheu para viver. E lá fui eu! O temor de uma viagem chata e cansativa foi se dissipando rapidamente à medida que me via em frente a um confeiteiro felliniano formando e pintando torrones em forma de frutas perfeitas ou aprendendo a degustar azeite ao lado da plantação de oliveiras, sempre em lugares pequenos, afastados e com "tutta la famiglia" trabalhando e se divertindo, no mais tradicional estilo italiano dos velhos filmes. Foram experiências que só um verdadeiro insider, como o nosso guia, poderia proporcionar, pois eu jamais encontraria a vinícola gerida por pai e filhos aos pés do vulcão Etna e certamente não me aventuraria pirambeira acima - encostas que sobem a dois mil metros distantes menos de trinta quilômetros da beira mar -Belisa Ribeiro para visitar Bova, cidade onde os 500 habitantes ainda falam e leem o grego, que continua nas placas de rua. Mordendo a língua e lambendo os beiços, relembro nosso dia a dia que começava, invariavelmente, pela chamada da lista de presença, dentro do ônibus, seguida do cardápio detalhado, com a devida descrição dos vinhos do dia. E, surpresa!, até isso, que para muitos pode ser o supra sumo do brega, virou uma grande diversão. Foi tudo tão bom que já fiz mais duas viagens, todas inesquecíveis, na companhia do Antonello, organizadas por sua empresa. E, com certeza, outras virão.